Pratos: O Guia Completo

19 de dez de 2008 · 0 comentários

Muito bom esse guia sobre pratos escrito pelo baterista João Luís Lobo e publicado no site Baterismos.
Clique aqui para ler o texto completo.

Gavin Harrison

28 de nov de 2008 · 2 comentários



"Groovezão" muito foda !!!

Anoitecer na Terra-média

26 de nov de 2008 · 3 comentários


Quem me conheçe sabe que eu sou extremamente viciado nos livros do J.R.R Tolkien. Sim, aquele cara do Senhor dos Anéis. Já li e reli todos os livros dele umas 4 vezes! E os filmes (apesar de não gostar tanto quanto os livros) já vi e revi umas 5 vezes também. Conheçi os livros do Tolkien á uns 8 anos atráz - quando o Senhor dos Anéis não tinha virado moda ainda - , e eles foram os principais responsáveis pelo meu gosto pela leitura.

Esses dias me bateu uma saudade muito grande da Terra-média, e começei a reler o Silmarillion. Pra quem não sabe, o Silmarillion foi lançado em 1977, quatro anos após a morte de Tolkien, e foi organizado, compilado e publicado por Christopher Tolkien (filho do mestre), já que a maioria dos textos eram muito antigos e estavam escritos em cadernos velhíssimos, que remontam a 1917, muitas vezes escrito ás pressas, a lápis.


"O Silmarillion" é a história da Primeira Era, os Dias Antigos do universo tolkieniano. A narrativa, escrita num estilo solene e poderoso, comparável ao da Bíblia, revela ao leitor a origem de elfos e homens, a grande jornada dos Eldar para o Reino Abençoado de Valinor, e o retorno dos Noldor à Terra-média, liderados por Fëanor. Este príncipe dos Eldar, o mais genial artífice dos elfos, havia criado as Silmarils, jóias perfeitas nas quais estava contida parte da luz das Árvores de Valinor. Morgoth, o primeiro Senhor do Escuro, roubou as Silmarils e se refugiou em sua fortaleza de Angband, no norte da Terra-média. Fëanor e seu povo saíram ao encalço de Morgoth e iniciaram uma guerra desesperada contra o Grande Inimigo.

Além do "Quenta Silmarillion" ("A História das Silmarils"), o relato principal que dá nome ao livro, a obra inclui também quatro outros trabalhos menores. O primeiro deles é o "Ainulindalë" ("A Canção dos Ainur"), o mito da criação de Arda, a Terra, onde se revela o papel de Deus na mitologia tolkieniana. A seguir, temos o "Valaquenta" ("Relato dos Valar"), texto que explica a natureza e as atribuições dos Valar, os Poderes Angélicos que regem o mundo, bem como a relação destes com Morgoth, o Inimigo, e seu servo Sauron. O "Akallabêth" ("A Queda de Númenor") relata a origem do reino insular dos Dúnedain, seu esplendor e sua queda, causada pelo orgulho de seus habitantes e pelas mentiras de Sauron. Finalmente, "Dos Anéis do Poder e da Terceira Era" conta como Sauron criou os Anéis num plano para estender seu domínio pela Terra-média e como os Povos Livres, ajudados pelos Istari (os Magos) puderam resistir ao poder do Senhor do Escuro e destruí-lo.

Estou falando isso porque no momento em que começei a reler o Silmarillion, me lembrei também da banda Blind Guardian. Pra quem não sabe, Blind Guardian é uma banda de power metal formada em meados da década de 1980 em Krefeld, na Alemanha. E no tempo em que eu era metaleiro extremo e só escutava heavy metal, essa era uma das minhas bandas preferidas.

O meu disco preferido, e que me marcou profundamente, foi o "Nightfall in the Middle Earth" (lançado em 1998), cuja história é toda baseada no Silmarillion. Lembro que enquanto eu lia o livro, eu escutava o disco ao mesmo tempo. Parecia que tudo se encaixava, já que o disco conta a história do livro de forma cronológica.
Acho que esse é um dos discos que eu mais escutei na vida (depois dos discos do Led, é claro) e de tanto escutar, acabei decorando todas melodias, harmonias e tudo mais.

Pois bem, senti tanta nostagia desses tempos, que baixei o disco e escutei novamente com outros ouvidos. Quase chorei. Lembrei da época em que ficava jogando xadrez a tarde inteira com meus amigos, ouvindo esse disco, e conversando sobre o Senhor dos Anéis. Realmente o disco é muito bom! E mesmo depois de eu ter enjoado de heavy metal, por começar a achar tudo muito repetitivo, ainda gosto muito desse disco.

Enfim, escrevi isso tudo porque recomendo a todos que gostam (ou não) do Silmarillion, do Blind Guardian e de Heavy Metal, que escutem esse disco sem preconceitos. Preste atenção nas melodias, harmonias e principalmente nos corais, que são (literalmente) de arrepiar.

Clique aqui para baixar o disco!



Aqui vai uma descrição das músicas e sobre o que elas tratam :

* "War of Wrath", fala sobre o conselho de Sauron a seu mestre Morgoth de fugir dos triunfantes Valars na Guerra da Ira. Morgoth envia-o para longe e reflete sobre os acontecimentos que levaram à sua derrota.

* "Into The Storm", fala sobre Morgoth e Ungoliant, que fogem de Valinor depois de terem destruído as duas árvores e sua luta pela posse das Silmarils.

* "Lammoth", é o grito de Morgoth com os qual ele foge de Ungoliant.

* Em "Nightfall", Fëanor e seus sete filhos lamentam a destruição forjada por Morgoth e juram vingança para chegar a ele, apesar da proibição dos Valar.

* "The Ministrel" é sobre Maglor, filho de Fëanor.

* Em "The Curse of Fëanor", Fëanor exprime a sua indignação e raiva e admite que cometeu erros,especialmente o Fratícido, na perseguição de Morgoth.

* Em "Captured", aborda o cativeiro de Maedhros filho de Fëanor por Morgoth, em Thangorodrim.

* Em "Blood Tears", Maedhros relaciona os horrores do seu cativeiro e seu salvamento por Fingon.

* "Mirror Mirror" conta como Turgon, tendo em conta a inevitável derrota, constrói a cidade de Gondolin, auxiliado por Ulmo.

* "Face the Truth" fala sobre Fingolfin e o destinto dos Noldor.

* "Noldor (Dead Winter Reigns)" fala sobre Fingolfin na gélida passagem de Helcaraxë, reflete sobre o seu próprio povo e da sua culpa e prefigura a sua derrota final.

* "Battle of Sudden Flame" fala sobre a batalha em que Morgoth rompe o cerco de Angband usando seus Balrogs e dragões.

* "Time Stands Still (At the Iron Hill)"Fala sobre o épico confronto entre Fingolfin, rei supremo dos Noldor, e Morgoth, senhor do escuro, as portas de Angband. Fingolfin o fere sete vezes, porém sucumbe ao seu extremo poder.

* "The Dark Elf" A Eöl que seduziu a irmã de Turgon a qual deu a luz a Maeglin, que acabaria por trair Gondolin.

* Em "Thorn", Maeglin reflete sobre a sua situação e decidi trair Gondolin ajudando Morgoth.

* "The Eldars" é a despedida do rei élfico Finrod ao seu povo, morrendo de ferimentos recebidos para salvar seu amigo Beren de um lobisomem.

* Em "Nom the Wise" Beren chora por seu amigo Finrod. Nóm significa "sábio" e era o nome dado a ele pelo antepassado de Beren, Beör.

* Em "When Sorrow Sang" Beren canta sobre o seu amor à princesa élfica Lúthien em sua morte nos dentes do lobo Carcharoth de Morgoth.

* "Out of the Water" Fala sobre último local de habitação-Beren e Lúthien.

* Em "The Steadfast", Morgoth amaldiçoa seu cativo Húrin que se recusou a revelar o segredo de Gondolin.

* "The Dark Passage" Morgoth pondera o seu quinto triunfo em batalha. A canção também relaciona as origens da carnais dos homens e Morgoth a Húrin na maldição de ser testemunha do trágico destino de seu filho.

* "Final Chapter(...)" conclui Assim termina o álbum, fala da vitória de Morgoth, mas também da esperança de um novo dia.

* A arte de capa do álbum apresenta Lúthien dançando perante de Morgoth, a partir da História de Beren e Luthien.

Obs : Clique aqui para ver as letras das músicas traduzidas

Fonte: Wikipédia e Valinor

Podcast SOM TECH : EZ Drummer

· 0 comentários

Clique aqui para ouvir o podcast da INFO (SOM TECH) falando sobre o EZ Drummer (instrumento VSTi projetado para criar trilhas de bateria).

Ozzy Osbourne: comercial para “World Of Warcraft”

· 0 comentários

De acordo com o IncGamers, a Blizzard Entertainment, empresa por trás do bem-sucedido “World of Warcraft”, lançou um novo comercial de TV trazendo OZZY OSBOURNE, que apela para sua esposa Sharon após ter sido castigado por Lich King pela pretensão de ser o Príncipe das Trevas original:



Vi aqui.

101 Levadas que podem salvar sua pele

6 de nov de 2008 · 3 comentários

Eis aqui um excelente artigo escrito pelo Christiano Rocha e publicado na revista Modern Drummer em maio de 2006. Esse é pra baixar, imprimir, e colar com fita crepe na parede do quarto (hehehe)!

Você pode baixar os artigos em pdf (upados no MediaFire) clicando nos links abaixo, ou então baixar direto do site do Christiano clicando AQUI.

101 Levadas que podem salvar sua pele - PARTE 1 - (542.19 KB)
101 Levadas que podem salvar sua pele - PARTE 2 - (1.61 MB)
101 Levadas que podem salvar sua pele - PARTE 3 - (1.87 MB)

MUITO BOM!!! Vale a pena baixar!

100 músicas que você deve ouvir antes de morrer

4 de nov de 2008 · 2 comentários

O Fred Fagundes do blog "Quem matou a tangerina?" fez mais uma de suas listas.
Dessa vez a lista é as "100 músicas que você deve ouvir antes de morrer".
A lista ta dividida em 2 partes. Vale a pena dar uma olhada! Muito bom!

PARTE 1.
PARTE 2.

Chimbal, Címbalo, Contra-Tempo, Hi-hat ou Chipô ?

· 3 comentários

Qual o jeito certo de dizer "Hi-hat" em português?

Pesquisando na internet e no livro "A História da Bateria", descobri que Hi-hat é uma contração de High-hat, que significa, literalmente, chapéu alto. "Chapéu" porque os pratos realmente tem forma (tosca) de chapéu. E "Alto" é devido aos pratos do Hi-hat ficarem em posição fisicamente mais alto se comparado ao antigo Low-hat (veja a foto abaixo).


No Brasil o Hi-hat é chamado de várias maneiras diferentes. Aqui no sul alguns o chamam de "Chipô". No Rio de Janeiro alguns o chamam de "Contra-Tempo". Outros preferem chamar o Hi-hat de "Chimbal". Já o professor Uirá Moreira defende em seu livro que o correto seria chamá-lo de "Címbalo", já que chimbal não passa dum aportuguesamento da palavra "cymbal" (que em inglês significa "prato").

Então, qual delas está correta?

O que significa e da onde surgiu o termo "Chipô"? Ninguém sabe..... E Contra-tempo? Mas peraí, contra-tempo não é o tempo fraco do compasso???.... E Chimbal? Se Chimbal é um aportuguesamento da palavra Cymbal, então o correto não seria chamar de Címbalo?

Bah! Que confusão! Prefiro continuar chamando de Hi-Hat mesmo.

Push-Pull : A arma secreta do Buddy Rich

29 de out de 2008 · 0 comentários

Mr.Bean - Bateria Invisível

19 de out de 2008 · 2 comentários



Esse video é antigo, mas acho que ainda não tinha postado aqui. Vale a pena ver de novo. Mr. Bean é muito foda!!!!!!

Baterismos.com

· 0 comentários

Baterismos direto de Portugal.

Bireli Lagrene, Dominique Di Piazza, Dennis Chambers - Front Page [2000]

18 de out de 2008 · 1 comentários

Sou um grande fã do Dennis Chambers. Com sua pegada “cavalar”, seu groove inconfundível e suas levadas características, Dennis Chambers é daqueles bateras que tu reconheçe a metros de distância. Tenho vários discos do Dennis, e todos eles conseguem me surpreender.
Com esse não foi muito diferente. Achei esse disco (meio que sem querer) no blog Nuke Bass, e baixei pra dar uma sacada. Eu adoro fusion. Sou viciado ! E esse disco foi um dos melhores discos de fusion que já escutei! Quebradeira do inicio ao fim!
Muito bom !

Clique aqui para baixar o disco.

Momentos Bizarros

5 de out de 2008 · 0 comentários

O Guitarworld.com disponibilizou online uma matéria retrospectiva (publicada originalmente na edição impressa de julho de 2005) sob o título "Qual é seu Momento mais Spinal Tap?", onde Ozzy Osbourne, Billy Gibbons, Angus Young e outros relatam histórias curiosas.

OZZY OSBOURNE

Depois de assistir à cena “Stonehenge” no filme Spinal Tap, com os anões, e ver o Alice Cooper incorporar um ato de enforcamento no show, pensei: "Por que não simular a execução de um anão no palco?" O único ator anão que estava disponível para uma turnê de oito meses era alcoólatra. Chegava tarde, ficava bêbado... Isso me irritou depois de um tempo. Então, uma noite, quando entramos no ônibus da turnê, eu o joguei no compartimento de bagagem. Alguém me agarrou e disse: "O que você está fazendo não só é ilegal, mas também desumano!” Fiquei louco, gritei: “Ele é a porra do meu anão e faço a porra que quiser com ele!” Houve um minuto de silêncio e uma vozinha surgiu do compartimento de bagagem: “Ele está certo: sou seu anão e ele pode fazer o que quiser comigo”.

O Tony Iommi, guitarrista do Black Sabbath, adorava fazer pegadinhas, mas não era muito sutil. Uma vez, ele cagou na tigela de molho em um evento da gravadora. Foi interessante ficar lá e ver os executivos caírem de boca na comida.

Nos meus anos de loucura, a Sharon, minha mulher, me acompanhava na turnê para evitar que eu cometesse adultério. Algumas noites, ela esperava por mim em nosso quarto de hotel. Uma vez, estava tão bêbado que esqueci da presença dela e quando uma japonesinha linda me cantou, pensei: Caralho! Sexo com uma oriental gostosa é uma das minhas grandes fantasias, não vou deixar passar! Quando chegamos ao quarto do hotel, Sharon não perdeu tempo: nocauteou a japonesa com um gancho de direita. Acordei de manhã sozinho na cama e com um monte de brochuras dos Alcoólicos Anônimos do meu lado.

BILLY GIBBONS do ZZ TOP

Enfiei na cabeça que seria uma boa idéia ter um palco enorme e “levar o Texas até as pessoas”. Tínhamos um palco no formato do estado do Texas e várias cascavéis, abutres e até alguns búfalos no palco. Era autêntico! A princípio, tudo foi bem: as cascavéis se comportaram, as aves pareciam aguentar o barulho e os búfalos ficavam quietos - até que uma noite um búfalo se cansou. Ele derrubou duas gaiolas de vidro com as cascavéis. De repente, havia dezenas de cascavéis circulando pelo palco. Nosso baterista sugeriu tocar “algo tranqüilo, para acalmá-las” — uma idéia idiota, porque a maioria das cobras é surda. Nem tentamos, simplesmente saímos e deixamos os roadies minimizando os danos.

ANGUS YOUNG do AC/DC

Há muitos anos, quando Bon [Scott] era nossa vocalista, nosso empresário teve uma "idéia brilhante" de contratar atores que se passariam por policiais e nos "prenderíam" no palco. Infelizmente, isso foi feito em um show em Sydney [Austrália], na frente de fãs fiéis do AC/DC que começaram a fazer tumulto assim que a "polícia" subiu ao palco. Minutos depois, a força policial verdadeira chegou para controlar a confusão. Infelizmente, não conseguimos diferenciar os policiais verdadeiros dos falsos. Bon pensou que estava insultando os policiais de mentira, mas estava mexendo com os de verdade. Um dos policiais deu ordens a seus "colegas", que, na verdade, eram os atores! Fiquei dando risada, o que os policiais de verdade não gostaram. Resumindo: caos total.

BILLY CORGAN do SMASHING PUMPKINS

Quando "Mellon Collie" foi lançado [em 1995], fizemos um show em Chicago que foi transmitido ao vivo no mundo todo. Havia 10.000 pessoas no local, incluindo a imprensa mundial, e milhões estavam escutando. Na terceira música, um gerador pifou. Algumas luzes ainda funcionavam, mas não havia som. Pensei: "Sem problema, improviso uma seqüência acústica até resolver tudo." É claro que ninguém além da segunda fila ouvia nada. Enquanto isso, um zumbido era a única coisa sendo transmitida — do Chile a Tóquio! No mundo inteiro nossos fãs estavam começando a questionar nossa nova direção musical. Levou só 15 minutos para consertar tudo, mas pareceu uma eternidade. Uma estrela do rock sem amplificação vira eunuco: por 15 minutos, fui um eunuco.

ROBERT SMITH do THE CURE

Cantores normalmente não comem muito antes de um show: não é legal arrotar enquanto cantamos. Só que, uma noite, tinha comido muito e não estava passando muito bem. Então, durante “A Forest,” alguns arrotos foram seguidos por uma bela vomitada no microfone e nos monitores. Provavelmente pareceu um cruzamento de uma cena de "O Exorcista" e o quadro "Mister Creosote" de "O Sentido da Vida", do Monty Python.

PETE TOWNSHEND do THE WHO

Nosso primeiro baterista, Keith Moon, que Deus o tenha, era o próprio Spinal Tap. A maioria das pessoas conhece a história de como ele mergulhou com sua Rolls-Royce em uma piscina. Mas em outra ocasião, Keith atravessou com seu carro as portas de vidro de um hotel e foi até o balcão da recepção, saiu do carro e pediu a chave do quarto, sem pestanejar. Outra vez, em um avião, ele despejou o conteúdo de uma lata de sopa em um saco de papel, fingiu vomitar no saco e, depois, beber seu próprio “vômito”. Tudo isso na primeira classe. Os executivos não acreditaram no que viram.

RON WOOD do ROLLING STONES

Tenho ótimas lembranças da noite em que eu e Mick Jagger fomos ver um show do Marvin Gaye em Nova York. Depois do show, fomos até a suíte de hotel dele e Mick tentou impressioná-lo com seu conhecimento de soul e outras coisas do gênero. Pelo menos é isso que Mick pensava que fazia. Depois de mais ou menos uma hora, nosso anfitrião disse: "Isso é ótimo, mas por que você não diz isso a Marvin? Ele vai chegar daqui a pouco.” Mick tinha falado com o irmão do Marvin, que usava o mesmo tipo de boina de tricô que ele.

Outro momento legal foi no início dos anos oitenta. Estávamos usando drogas no camarim quando, de repente, o gerente da turnê colocou a cabeça na porta e disse: “A polícia [The Police] está aqui!” Caraca! Entramos em pânico e jogamos as drogas na privada. Daí, Sting, Andy Summers e Stewart Copeland [do Police] adentraram pela porta.

NOEL GALLAGHER do OASIS

As pessoas nos associam com excessos, mas a única vez em que estava fora de mim no palco foi na Filadélfia. Estava chapado naquela noite - bêbado pra caramba. Na primeira música, fiz alguns gestos "olhem pro meu gigante machado fálico" no estilo do Kiss. O público amou. Pensei, só na América. Continuei indo por esse lado, falando palavrões, fazendo solos de guitarra com a língua e tudo o mais, e a platéia amou. Essa foi a única vez em que o Oasis foi verdadeiramente o Spinal Tap. Bem, é a única vez que admito que fomos, de qualquer forma.

Anteriormente, quando fui roadie do Inspiral Carpets, eles fizeram um show em Reading [Inglaterra], onde tinham, por algum motivo, a réplica de uma vaca no palco. Eles exigiram que eu mamasse em uma das tetas no palco durante uma música. Eu era muito jovem e fiquei intimidado, então nem ousei recusar. Se me lembro bem, minha namorada terminou comigo na hora porque achou que eu parecia um completo idiota.

TOMMY LEE do MÖTLEY CRÜE

O Mötley Crüe foi expulso de vários hotéis por comportamento inaceitável. Normalmente merecíamos, mas houve uma vez em que achei que fomos expulsos injustamente de um lugar. Para me vingar deles, coloquei um cocô em uma bandeja de serviço de quarto e a pus em um exaustor, depois liguei o aquecimento. Imagino que demorou um pouco antes que eles descobrissem a origem daquele fedor.

KEITH RICHARDS do ROLLING STONES

Quando gravei "Talk Is Cheap" [estréia solo de Richards em 1988], fizemos um vídeo em Los Angeles. O script pedia algumas vadias com cachorros. O diretor achou que uma vadia devia ter um cachorro que não fosse só feio ou sujo, mas também esquisito ou, pelo menos, desfigurado. Seu assistente sugeriu um cachorro aleijado. Eles ligaram para uma agência e a resposta foi: “Podemos conseguir um cachorro aleijado até o meio-dia. Que perna vocês querem cortada?” Eles estavam preparados para mutilar um cachorro por causa de uma porra de vídeo. Vou te dizer, LA é uma cidade doentia!


Fonte : Whiplash

Música e seus significados

1 de out de 2008 · 0 comentários

"(...)A Educação Musical passou por fases em que o ensino priorizava certos tipos de manifestações musicais, estando calcado num determinado repertório sem haver qualquer diálogo neste sentido entre professores, alunos e a instituição escolar. Assim, o repertório era imposto aos alunos (e muitas vezes imposto aos professores também). Esta tendência já estava expressa nas idéias de Platão há, pelo menos, mais de 2000 anos. O filósofo Grego, em sua República, propunha que a educação dos guerreiros devia consistir em ginástica e música, porém não era admitido um tipo de música qualquer. A proibição ou censura a determinados tipos de música ou prática musical, esteve presente em muitos momentos da história, e mesmo no século XX o assunto está longe de ter sido encerrado. As ditaduras, tanto fascistas como comunistas, procuraram controlar a atividade musical dos respectivos povos; as igrejas costumam estipular quais as músicas que podem ou não ser tocadas nos serviços religiosos; os educadores continuam a preocupar-se com o tipo de música a que se vêem expostos os jovens de hoje(...)"

Leia o artigo completo aqui.

O Poder do Silêncio

· 0 comentários

"(...)A música pode explorar os mesmos recursos do silêncio, manipulando a quantidade de informação sonora presente no arranjo. Dessa maneira, novas nuanças e texturas de cada instrumento ou de uma determinada frase musical ganha nova dimensão e poder dramático, por exemplo, a música do filme O Carteiro e o Poeta. Nesse filme, o compositor Luis Enríquez Bacalov explora a textura e a superposição dos instrumentos ao executar praticamente um único tema. Ora somando, ora subtraindo instrumentos, e usando muitas pausas, notas longas e volumes de execução, o mesmo tema participa de maneiras diferentes ao representar e ilustrar a história do filme. A cena final é um exemplo muito representativo da poesia e da força dramática do uso do silêncio na forma musical(...)"

Leia o artigo completo aqui.

(des)Ordem geral dos Músicos

· 0 comentários

Sem nunca ter tocado piano, repórter vira pianista. OMB também é acusada de forjar apoios e fazer vista grossa a subfaturamento.

Leia o artigo completo aqui.

Vida de Músico Não é Fácil - Bohumil Med

27 de set de 2008 · 5 comentários



Passeando pela Livraria Cultura em Porto Alegre, esbarrei em um livro chamado : Vida de Músico Não é Fácil. Não dei muita bola, afinal de contas, todo mundo sabe que vida de músico não é fácil mesmo. Só fui me dar conta do tesouro que tinha em mãos, depois de ler o nome do autor : Bohumil Med. Bohumil Med ??? O cara do Teoria da Música ? Não pode ser !!! O que ele ta fazendo aqui ? Nunca tinha ouvido falar desse livro! Era isso que me passava na cabeça naquela hora. Não conseguia acreditar que Bohumil Med,o cara do Teoria da Música (famoso livro de teoria musical), tinha escrito um "manual de sobrevivência na selva musical" e recheado com ilustrações engraçadas ainda por cima! Sentei num banquinho próximo, dei uma folhada no livro, olhei o preço e pensei : "Puta que pariu! Não tenho dinheiro!E agora ? Caralho! Fudeu!". Minha mãe, que tinha ido ao mercado e agora ia tentar dar um jeito de me tirar da livraria, penalizada, horrorizada, e desolada com tamanho sofrimento, resolveu me dar o livro com a desculpa de que isso seria um "presente de aniversário antecipado". Como se não bastasse, ainda disse : "Já que é teu aniversário, pode escolher mais dois ou três livros para levar". Imagina a minha felicidade naquele momento! È como levar uma criança numa loja de doces e falar : "Pode pegar o que quizer!". Escolhi o livro do Bohumil, Uma Breve História do Mundo (adoro livros de história), O Jazz - Do Ragtime ao Rock, e a autobiografia do Eric Clapton. Cheguei em casa, peguei o livro do Bohumil, começei a ler e não consegui parar mais! Terminei o livro antes mesmo de conseguir ver em que página estava! O livro é brilhante! Incrível como ninguém pensou nisso antes! Somente um cara com a experiência, sensibilidade e perspicácia do Bohumil para conseguir retratar de forma tão bem humorada a longa epopéia que é a vida de um músico.
Além de tudo,as ilustrações desenhadas por Camillo Righini são muito engraçada mesmo!
Recomendo muito esse livro! Vale a pena comprar e conferir!

Alguns trechos:

"As más línguas contam a história de um pai que,preocupado apenas com a duração da aprendizagem, procurou o diretor do conservatório de música da cidade para consultá-lo a respeito do instrumento que o filho deveria aprender. Perguntou ao diretor quanto tempo o filho demoraria para aprender piano. Resposta : Em média, oito anos. O Pai achou muito tempo e quis saber sobre o violino. Aproximadamente sete anos, exclareceu o diretor. E clarineta, trompete ? Cinco anos. E sax ? Três anos. O diretor perdeu a paciência e disse que tinha a solução : guitarra elétrica, especialidade rock pesado, pois o filho poderia aprender em apenas duas semanas os dois únicos acordes usados naquele tipo de música."

"A entrada do maestro no palco costuma se dar de várias maneiras : uns entram como se fosse imperadores de Roma; outros correm como se fosse a reta final de uma corrida; alguns passam desastradamente entre os músicos, esbarrando nas estantes e tropeçando. Ao chegar a seu pedestal, o maestro cumprimenta o público com uma ou mais inclinações em direção á platéia. Esse momento parece lembrar o circo romano, quando os gladiadores cumprimentavam o imperador. Fosse mantida a tradição romana de decidir sobre a vida ou morte do gladiador após a luta, triste seria a sorte de alguns maestros e executantes após o concerto."

"Nos shows de música popular, especialmente de rock, não existem regras. Vale quase tudo: alguns artistas quebram de propósito seus instrumentos no fim do espetáculo (em alguns casos, deveriam quebrar antes e nem se apresentar); outros fazem gestos obscenos. È um mundo diferente, em que o público muitas vezes aprecia mais a excentricidade do artista do que propriamente a música(...)"

The Buddy Rich Big Band - Big swing face (1967)

17 de set de 2008 · 2 comentários

Disco obrigatório para quem quizer conheçer um pouco mais o trabalho do grande mestre Buddy Rich!
Clique aqui para baixar o disco.

Buddy Rich Voador ?

· 0 comentários



O que dizer do Buddy Rich depois de assistir esse video? Buddy Rich faleceu (infelizmente) em 1987 e mesmo assim continua inovando? Como pode isso?
Eu fico cada vez mais impressionado com esse cara!

Obs: Dica do meu grande amigo,primo e grande batera,Luciano.

Octagon lança nova linha Nígma na Expomusic 2008

8 de set de 2008 · 1 comentários

A linha de pratos Nígma é composta por cinco modelos, com acabamento rústico e brilhante. Entre eles, estão o Splash de 10 polegadas, o Hi-Hat com 13”, o Crash com 15”, o China Concept com 16” e o Hide Crash com 18”.

Além disso, a empresa mostrará o Cap Dell, um prato com efeito de cúpula e tamanho menor.

A empresa também terá uma atração internacional em seu estande, o baterista Eric Moore II. No dia 26 de setembro, o músico estará no espaço da Octagon e, às 18 horas, fará uma apresentação no espaço Music Hall.

Outro evento da empresa durante a feira será um sorteio no mesmo dia, também às 18 horas. O vencedor irá ganhar uma bolsa de estudos no Centro de Orientação Musical Alaor Neves e um kit com pratos, boné, camiseta e porta-baquetas, todos da marca Octagon.

A Octagon é fabricante de pratos e acessórios para esses produtos, como bags, caixas e displays de chão. Ela faz exportações para França, Equador e Alemanha.


ONDE E QUANDO?

EXPOMUSIC 2008

24 e 25 de Setembro - Restrito aos profissionais do setor

26, 27 e 28 de Setembro - Aberto ao público em geral

Horário:
das 13h às 21h


Expo Center Norte
Pavilhões Branco e Azul
Rua José Bernardo Pinto, 333
São Paulo - SP – Brasil

Fonte : www.feiraexpomusic.com.br

Fãs de música clássica e heavy metal são parecidos, diz estudo

6 de set de 2008 · 2 comentários

Um estudo que analisa a relação entre gosto musical e personalidade sugere que há semelhanças entre fãs de música clássica e aqueles que gostam de heavy metal.

A pesquisa, realizada na Universidade Heriot Watt, em Edimburgo, na Escócia, entrevistou 36 mil pessoas. Os pesquisadores fizeram perguntas sobre características da personalidade de cada participante e pediram para que os voluntários avaliassem 104 estilos musicais.

Os resultados sugerem, por exemplo, que fãs de jazz são criativos e extrovertidos, enquanto aqueles que gostam de música pop tendem a ter pouca criatividade. Segundo o professor Adrian North, que liderou o estudo, a surpresa foi descobrir semelhanças na personalidade de fãs de música clássica e heavy metal.

"São pessoas muito criativas, introvertidas e de bem consigo mesmas, o que é estranho. Como você pode ter dois estilos tão distintos com grupos de fãs tão parecidos?", afirmou North.

Ele ressalta que uma das explicações pode ser o "aspecto teatral desses estilos, que são dramáticos". "As pessoas em geral têm um estereótipo sobre os fãs de heavy metal, acham que eles têm tendência suicida, são deprimidos e representam um perigo para si e para a sociedade em geral. Na verdade, são pessoas bem delicadas", afirmou.

Relação
De acordo com North, a pesquisa pode ser muito útil para a indústria fonográfica e para quem trabalha com marketing. "Se você sabe a preferência musical de uma pessoa, pode dizer que tipo de personalidade ela tem e para quem deve vender", disse North. "São implicações óbvias para a indústria da música, que está preocupada com a queda da venda de CDs."

Esses cientistas não tem mais o que fazer mesmo.

Vi AQUI.

Jimi Hendrix: guitarra incendiada é vendida por meio milhão

· 0 comentários

"A Press Association relata que uma guitarra usada por Jimi Hendrix, e que foi a primeira a ser incendiada pelo músico, foi vendida em leilão por nada menos que 280.000 libras, ou 495.000 dólares.

Hendrix queimou a Fender Stratocaster 1965 ao final do seu show em Astoria, no Finsbury Park, em Londres, em março de 1967.

Depois de vários lances, o leilão, realizado em Londres, foi vencido pelo colecionador americano Daniel Boucher. Ele disse: "Achei que teria que pagar ainda mais por ela. Vou tocá-la e torcer para que passe um pouco de sua mágica para mim".

Hu-hum sei.

Vi AQUI.

Nova banda do Junior

· 0 comentários

O músico (?) Junior, que ficou nacionalmente famoso pela dupla em parceria com sua irmã (gostosinha),Sandy, revelou o nome de seu novo projeto musical. A banda recebeu o nome de Nove Mil Anjos (hein?) e traz na formação Champignon, ex-baixista do Charlie Brown Jr., o guitarrista Peu Sousa, que tocava com a Pitty, e o vocalista Péricles Carpigiani, conhecido como Perí.

Putz!!! :(

Vi AQUI (infelizmente)!

Soft Machine: Floating World/Bundles '74

5 de set de 2008 · 0 comentários



Quebradeira Psicodélica!!!

Obs: Dica do meu amigo Thiago.

Brecker Brothers - Some Skunk Funk

4 de set de 2008 · 2 comentários



ISSO é Funk!!!

Street Drum

· 0 comentários



Muito foda!

De volta !

3 de set de 2008 · 0 comentários

Depois de 4 dias comendo hambúrguer ("Double-Double"),fazendo piada e tocando em São Paulo, estamos de volta!

Show em Sampa!!!

26 de ago de 2008 · 1 comentários

Eu, meu primo Leandro, e o Rafael Sonic estamos indo para São Paulo/SP na próxima quinta-feira (28/08) especialmente para tocar na Funhouse e na festa Mágica na Livraria da Esquina. O show vai contar com a participação especial de Vanni (que mora em sampa) na escaleta e também no baixo!
Vocês estão todos convidados! È só aparecer!

* Funhouse = Sexta, 29/ago, a partir das 23h
R-Evolution
Show = Rafael Sonic e Banda
Dj's Residentes : Mitkus e Pomada
15 R$ de entrada (Homens)
10 R$ de entrada (Mulheres)

Obs : Os 50 primeiros pagam 5 R$ de entrada.

* Livraria da Esquina = Sábado, 30/ago, a partir das 23h
Festa Mágica
DJ´s + Rafael Sonic e Banda
Couvert = R$ 10,00

Falta de Sintonia

21 de ago de 2008 · 1 comentários

Texto publicado na Zero Hora de hoje (21/08/2008):

"Causa compreensível preocupação na comunidade escolar a lei, sancionada essa semana pelo presidente da República, estabelecendo a obrigatoriedade do ensino musical no âmbito da disciplina de artes nos níveis Fundamental e Médio. Ninguém questiona a importância da música como estímulo á sensibilidade e á sociabilidade. O problema é a imposição: nem o sistema educacional está preparado para oferecer o conteúdo de forma satisfatória nem os alunos deveriam ser obrigados a cursar uma disciplina que talvez não seja do interesse de todos. Por que não colocar a música como conteúdo opcional? Assim, a nova alternativa deixaria de ser um encargo a mais, para se trasnformar num atrativo, tanto para as escolas melhor capacitadas a oferecê-la quanto para os estudantes realmente interessados no tema.
Mas, agora, o remédio é adaptar o que existe ás exigências da lei, desafio para os conselhos estaduais e municipais de Educação."

Concordo plenamente. O ensino de música deveria ser facultativo e somente há quem tiver interesse. Se no meu tempo de estudante o ensino de música fosse obrigatório, eu acharia a música um saco.

Reclusão Social

· 1 comentários

Reclusão Social é o nome perfeito para o blog que meu grande amigo Klein criou esses dias. Somente um "recluso social" (vulgo Nerd) pra conseguir fazer faculdade de programação de jogos, jogar Wii, ler vários livros, assistir vários filmes, navegar na internet, namorar, cozinhar (sim, o cara é chef!), torcer pro grêmio, e manter um blog sobre tudo isso ao mesmo tempo. Sinal que o cara é bom! Vale a pena a visita!

As 10 ilusões sonoras mais incríveis do mundo

· 0 comentários

Nestas ilusões sua mente é levada a perceber que você está ouvindo algo que, em realidade, não está lá.

Clique AQUI para ler (e ouvir) o artigo completo.

Você pode enxergar o som, dizem cientistas

· 0 comentários

Em uma reviravolta da neurociência uma nova pesquisa sugere que o sistema visual humano processa sons que nos ajudam a ver.
A nova regra: O cérebro pode, se necessário, usar o som diretamente para enxergar e a luz para ouvir.

Leia o artigo completo AQUI.

Songsterr

20 de ago de 2008 · 0 comentários

Songsterr é um tocador de tablaturas online que apesar de estar começando agora,e ter poucas músicas, promete ser um site bastante útil.

Veremos.

Cyanide and Happiness

12 de ago de 2008 · 1 comentários

Lista 'calcula' os 20 melhores discos da história

9 de ago de 2008 · 0 comentários

Listas dos melhores são sempre polêmicas e nunca agradam a todos. Pois um blog montou uma fórmula (mais ou menos) matemática para tentar definir quais foram os 20 discos mais importantes para o mercado musical norte-americano.

Robert do Y!Radish calculou a sua lista dos 20 melhores álbuns pela seguinte base: valor do poder de durabilidade + cópias vendidas + sucesso entre a crítica + quantidade de prêmios conquistados no Grammy. Quem obtivesse a nota mais alta alcançava posições mais altas no ranking.

Valor do poder de durabilidade, segundo o blog, é quanto o disco ainda vale para a venda nos dias de hoje. Ele dá como exemplo o disco "Rumours", do Fleetwood Mac (19 milhões de cópias vendidas), que no mercado de usados custa mais ou menos US$ 9,50, enquanto "Cracked rear view", do Hootie & The Blowfish (16 milhões de cópias), vale mero US$ 1,38.

Também foram pesquisados as resenhas em diferentes publicações, a quantidade de cópias vendidas nos Estados Unidos e o número de Grammys conquistados (segundo o autor, a parte menos importante da conta). Com cada item calculado por diferentes pesos, Robert do Y!Radish chegou ao seguinte resultado:

20. "Faith", George Michael
19. "Appetite for destruction", Guns 'N Roses
18. "Purple rain", Prince
17. "Houses of the holy", Led Zeppelin
16. "Born in the USA", Bruce Springsteen
15. "Nevermind", Nirvana
14. "Van Halen", Van Halen
13. "Rumours", Fleetwood Mac
12. "The wall", Pink Floyd
11. "The Joshua tree", U2
10. "Metallica - The black album", Metallica
9. "Led Zeppelin", Led Zeppelin
8. "Hotel California", Eagles
7. "The Beatles - The white album", Beatles
6. "Led Zeppelin IV", Led Zeppelin
5. "Abbey road", Beatles
4. "Physical graffiti", Led Zeppelin
3. "Thriller", Michael Jackson
2. "Dark side of the moon", Pink Floyd
1. "Songs in the key of life", Stevie Wonder

Fonte: G1

Trio Corrente (2005)

8 de ago de 2008 · 3 comentários

Um dos meus passatempos preferidos é sair procurando discos "desconhecidos" ou discos que estão "perdidos" pela internet. Já achei muito disco bom que quase ninguém conheçe! Como eu to sempre achando uma "pérola" perdida ou esquecida por aí, resolvi começar a postar alguns desses discos aqui. Lembro a todos que isso não é de forma alguma uma apologia a pirataria.Muito pelo contrário!O objetivo ao postar esses discos, é o de simplismente divulgar as ótimas bandas e músicos que temos por aí. Baixe,escute,e se gostar,compre o disco! Se não gostar,de um 'Shift+del' e pronto! Se mesmo assim alguém ainda se sentir ofendido, é só me avisar que eu retiro o post na hora!

Pra começar,vou postar essa "pérola" que eu acabei de achar : Trio Corrente!

Trio corrente,como bem pontuou o amigo do blog Desritmificações,trata-se de um grupo formado por músicos de grande criatividade e virtuosismo, capazes de recriar temas ilusoriamente “batidos” (principalmente por causa da falta de criatividade de quem os tocou) em arranjos de rara complexidade e beleza. O Corrente mostra que não existem limites na hora de re-arranjar velhas composições, a não ser a capacidade e o espírito de aventura dos músicos que as executam. O trio apresenta também alguns temas originais incríveis, sempre com arranjos detalhados e belíssimas harmonias criadas por Fábio Torres (piano), Paulo Paulelli (baixo) e Edu Ribeiro (bateria), os protagonistas dessa aventura musical. A sonoridade do disco (lançado pelo selo Maritaca) também é maravilhosa e simples, piano Rhodes, baixo e bateria dominando a maioria das faixas, sempre em perfeita sintonia.

Faixas:

1 - Lamento
2 - Garota de Ipanema
3 - O Jardim
4 - Chorinho Pra Você
5 - Triste *
6 - Pauleiliando
7 - Baião Doce
8 - Murmurando
9 - Lamento Astral
10 - Assanhado

Músicos:

Fabio Torres - Piano
Paulo Paulelli - Baixo,Voz,Guitarra Acústica
Edu Ribeiro - Bateria
* Vinicius Dorin - Alto Sax (Convidado Especial)

"Corrente: não a que aprisiona, mas a que flui. Esta é nossa música: brasileira na essência, livre, improvisada. Das longas formas do choro aos standards, sem abrir mão do suíngue."
F. Torres, P. Paulelli e E. Ribeiro

Muito bom! clique AQUI para baixar o disco!

Cyanide and Happiness

· 0 comentários

Músicos,sempre incompreendidos. hoaehoaehoaehoaeaeahoeh


vi AQUI.

Musiteca.org

· 0 comentários

musiteca.org = Òtimo site sobre teoria musical.

Os melhores riffs de guitarra de todos os tempos.

7 de ago de 2008 · 0 comentários

Fred Fagundes e Dorly Neto criaram polêmica ao publicar uma lista com "os melhores riffs de guitarra de todos os tempos". Toda e qualquer lista com "os melhores não sei o que" gera discordância. Porém (segundo o Fred), que graça teriam as listas se não fosse para serem discutidas ? Como discussão é a intenção da lista criada por eles, então aqui vai o meu veredicto sobre a tal lista: Concordo com a maioria dos riffs citados, porém acrescentaria (ou substituiria) dois riffs de guitarra que me marcaram muito : Smoke On The Wather (Deep Purple), e Black Dog (Led Zeppelin).

E você ? Concorda com a lista ? Quais são os seus riffs prediletos ?

Clique AQUI para ler a lista.

Classic Cat

29 de jul de 2008 · 0 comentários

Classic Cat - Arquivo com composições dos 100 top autores clássicos. MUITO BOM!!!!

Metronome Online

· 0 comentários

Metronome Online = Simples,Fácil,Online!

Musicovery

· 0 comentários

Escolha a época, o gênero, o estado de espírito. O Musicovery escolhe as melhores músicas pra você! Muito legal!

Music Map

· 0 comentários

O Music Map situa graficamente seus artistas preferidos próximos de outros músicos similares. Muito legal !!!

Mp3gle - Buscador de MP3

· 0 comentários

Mp3gle é uma ferramenta de busca de arquivos de áudio. Ele realiza pesquisas pela internet, e exibe aos usuários todos os resultados encontrados em uma mesma interface de forma organizada. Você ainda poderá escolher entre ouvir a música na hora através do player do site, ou baixar o arquivo.


O tocador de pratos

26 de jul de 2008 · 0 comentários



Ossos do ofício!

Tocar bateria gasta mesma energia que jogar futebol

· 0 comentários

Matéria do G1 revela que um estudo realizado por pesquisadores britânicos sugere que tocar bateria pode exigir o mesmo esforço físico que jogar uma partida de futebol.
Uma experiência realizada com o baterista Clem Burke, da banda Blondie, mostrou que tocar o instrumento durante 90 minutos pode elevar o ritmo cardíaco a até 190 batidas por minuto, nível comparado ao dos jogadores profissionais.
De acordo com o médico Marcus Smith, da Universidade de Chechester, em uma hora de show o baterista queimou entre 400 e 600 calorias.
Leia mais AQUI.

Hydrogen

· 0 comentários

O Hydrogen é o melhor seqüenciador de bateria livre que temos atualmente. O Hydrogen faz o seqüenciamento a partir de padrões e pode ser utilizado também com um teclado MIDI. Muito bom mesmo !

* Clique AQUI para baixar o Hydrogen
* Manual do Hydrogen (em português)
* Tutorial rápido do Hydrogen
* Uma breve introdução ao Hydrogen


Obs: Mais informações no site oficial : http://hydrogen-music.org



Tony Williams

25 de jul de 2008 · 1 comentários

"Considerado um garoto-prodígio da bateria, ele foi responsável não apenas por renovar a bateria no jazz, mas também pelo primeiro álbum de fusion de todos os tempos..."

Clique AQUI para ler o excelente texto escrito por Daniel Oliveira no site da "Revista Batera & Percussão".

Guia Prático de Sonorização de Palco

3 de jul de 2008 · 0 comentários

"Sonorização de palco (em inglês sound reinforcement) é o nome que se dá à amplificação, por aparelhos eletrônicos, dos sons que ocorrem em um palco. Nos dias de hoje ela torna-se cada vez mais imprescindível para qualquer evento musical, de qualquer gênero.
Ocorre que, apesar dessa importância, a maioria dos músicos desconhece os princípios do uso desses aparelhos, às vezes completamente. Não existem textos em português sobre o assunto, e o contato com profissionais verdadeiros da área é difícil. Assim, ou o músico "se vira" de qualquer jeito com a aparelhagem que consegue, ou tem de se submeter aos falsos profissionais da área, que possuem equipamento em quantidade e ocasionalmente de qualidade, mas sabem lidar ainda menos com ele. Levando-se em conta que a qualidade da apresentação musical deve muito à qualidade da sonorização do palco, pode-se perceber os riscos a que o músico está sujeito.
Sendo assim, eis aqui um Guia Prático de Sonorização de Palco, voltado para músicos, que tem o objetivo de dar todas as informações disponíveis sobre o assunto e melhorar a "relação" dos leitores com o equipamento de palco. Ele está escrito em linguagem clara e simples, levando em conta um conhecimento ao nível escolar do segundo grau e fornecendo todas as informações necessárias que não estiverem dentro deste nível. O Guia traz ainda uma abundante quantidade de ilustrações e diagramas, que, por "problemas editoriais", se encontram no final de cada capítulo...."
Muito bom !!! Clique AQUI para ler o guia !

Obs: O guia foi escrito por Marcelo Mello.

Como Conversores Analógico/Digital Funcionam

1 de jul de 2008 · 0 comentários

Clique AQUI para ler outro excelente tutorial escrito por Gabriel Torres. Muito bom também!

Como Funciona o Áudio On-board

· 11 comentários

Clique AQUI para ler o excelente tutorial (Como Funciona o Àudio On-board) escrito pelo Gabriel Torres do site 'Clube Do Hardware'! Muito bom!

Edison Machado

7 de jun de 2008 · 0 comentários

O blog http://edisonmachado.blogspot.com tem como objetivo divulgar o trabalho do maior baterista brasileiro de todos os tempos. Todas as obras que estão disponibilizadas no blog estão fora de catálogo!
Muito Bom! Parabéns Luiz !!!

Guimadrum - O 1° podcast de bateria do brasil

7 de mai de 2008 · 0 comentários

Criado por Guilherme Scartezini,o podcast Guimadrum aborda de uma forma bastante descontraída e humorada assuntos diversos sobre bateria. Com ótimo som e edição de imagens, o podcast (que já está no seu quarto episódio) tem recebido ótimas críticas.
Parabéns ao Guilerme pela iniciativa, e que o primeiro podcast sobre bateria do brasil tenha vida longa e nos traga sempre muitas novidades e dicas.Muito legal! Vale a pena conferir!
Clique aqui para acessar o Guimadrum!

A História da Bateria - Uirá Moreira

16 de abr de 2008 · 0 comentários

Num dos primeiros posts do blog eu falei sobre o livro que o professor Uirá Moreira estava lançando sobre a história da bateria. Neste post eu disse que o livro em questão PARECIA ser interessante.Só!.....Pois bem,quero deixar bem claro nesse post aqui, que o livro do Uirá não só parece interessante, como é mais do que interessante.È ESSENCIAL!!!!!!!
Comprei o livro pela internet esses dias e o li. Me apavorei com a quantidade de informações que ele tem! Sobretudo com a forma didática e cronológica em que as informações estão organizadas!!! O livro é simplismente o melhor material que existe e que eu já li sobre bateria! Todos que se interessam sobre bateria e música (sim,o livro não é só para bateristas) devem ler esse livro! O livro é uma viajem ao passado da bateria! Relata as histórias e condições dos bateristas da época,a evolução física e linguística do instrumento,seu impacto na música de uma forma geral,as técnicas usadas,etc...Tudo de maneira bastante ilustrada,didática,com muitos exemplos em forma de partituras e muitas recomendações sonoras. Aliás o livro te convida a realizar uma grande pesquisa sonora! Eu mesmo estou fazendo uma! Estou tentando encontrar todos os exemplos e recomendações sonoras que ele cita no livro, para montar um disco que de pra escutar em conjunto com o livro! Fazendo do disco um complemento da leitura! O que é muito importante. Só saber de uma maneira literal como eram feitas as coisas no passado não basta! pelo menos eu, preciso escutar os exemplos sonoros para poder entender bem como era que funcionava as coisas de verdade.
Mas enfim......Vale muito a pena comprar esse livro!!! Recomendo Muito! Você não vai se arrepender! Eu garanto! Até Porque esse livro é uma fonte de consulta e pesquisa inesgotável. Por isso vale a pena comprar e ter em mãos um material de tamanha abrangência.
Clique AQUI para obter mais informações sobre o livro!
Clique AQUI para comprar o livro!!!

Blogs Legais

· 0 comentários

Achei 2 blogs muito legais !! O primeiro é o "Produção Musical", que traz diversas ferramentas para baixar como : Loops,VST's,Manuais,Softwares,Tutoriais,etc....
O segundo é o "Meu Home Studio", Que traz diversas dicas para você montar seu próprio Home Studio!!!
Muito legal, vale a pena dar uma conferida!

Cubase 4 (PORTABLE)

· 4 comentários

"O Cubase 4 representa o que existe de melhor em termos de solução Multipista, concebida por profissionais desde sua base agrega qualidade profissional , manejo intuitivo e um grande número de ferramentas para áudio e MIDI destinadas a composição, gravação, edição e mixagem. Cubase 4 conta com uma nova série de plug-ins VST3 além de 4 instrumentos virtuais integrados com mais de 1000 sons . O revolucionário SoundFrame™ é uma poderosa combinação de Presets de pistas, instrumentos em pista e banco de dados MediaBay organizando todos os sons vindos dos instrumentos VST e reais. O mixer do Cubase 4 oferece a flexibilidade da seção de controle em até 4 mixagens independentes. Compositores e músicos se beneficiarão da seção de partitura além do redesenho desse consagrado programa."
Nessa versão "portable" você só precisa descompactar o programa em uma pasta qualquer,abrir o programa, e trabalhar sem precisar instalar nada !!!
Muito legal!"
Clique AQUI para baixar o programa!

Musix - Br

· 0 comentários

" Linux Musix é um projeto iniciado em 2005 por um argentino chamado Marcos Guglielmetti.Hoje é desenvolvido conjuntamente com um grupo de colaboradores e possui usuários em diversos países.Trata-se de um sistema 100 % livre que se propõe a ser uma ferramenta para uso por músicos, melômanos e público em geral. Baseado em Debian, Musix traz os programas básicos para uso cotidiano e as ferramentas para trabalho com áudio e midi mais populares e funcionais em Linux. O sistema de detecção de harware é o Knoppix, de maneira que pode ser rodado configurando-se o boot da máquina via CD. Portanto, Musix não precisa ser instalado no disco rígido, embora também seja possível e fácil fazê-lo.
A primeira versão beta do Musix-Br foi liberada para download. Trata-se de uma versão de testes, mas já é possível trabalhar em língua pátria!"
Clique Aqui para baixar e obter mais informações!

Musix GNU+Linux

9 de abr de 2008 · 1 comentários

O Musix GNU+Linux é uma distribuição do Sistema Operacional GNU/Linux orientada ao segmento profissional e amador de áudio e MIDI. Hoje é desenvolvido conjuntamente por um grupo de colaboradores de diversos países, principalmente: Argentina, Brasil e Espanha.
Baseado em Debian, Musix traz programas para uso cotidiano e ferramentas variadas para trabalho com áudio e MIDI. O sistema de detecção de hardware é o Knoppix, de maneira que pode ser rodado configurando-se o boot da máquina via CD. Portanto, Musix não precisa ser instalado no disco rígido, embora também seja possível fazê-lo.
O Musix vem configurado para automaticamente reconhecer a(s) placa(s) de som existente(s) na máquina. Descarrega os módulos ALSA necessários, deixando o sistema de som pronto para uso. Os plugins necessários à manipulação de áudio já vem instalados.
Programas para rede e escritório também estão presentes. Por estar baseado em Debian, um grande número de pacotes pré-compilados podem ser instalados para diversos tipos de aplicações.

MUITO BOM !!!! Vale muito a pena baixar e experimentar!!!!

Clique AQUI Para baixar o arquivo .ISO (imagem de CD) !

Dica 1 : Depois de baixar o arquivo .ISO, você deve gravar a imagem de CD usando um programa de gravação tipo o Nero ou semelhante. Depois disso, você deve ir na bios (SETUP) do seu computador (geralmente é só apertar a tecla del durante a inicialização do sistema), e configurar o boot para ler primeiramente o CD-ROM durante a inicialização!

DICA 2 : Se tiver dúvidas , lembre-se : O melhor lugar para se obter informações sobre o sistema GNU/Linux e suas distribuições é na própria internet!!!!



Fonte do texto: Wikipédia

Post Revolucionário ?

29 de mar de 2008 · 2 comentários

Vou transcrever (leia-se colar) um texto postado por Eduarto Marote no seu blog sobre audio "Prztz" que relata o "choque" que ele levou ao se deparar com o novo software Melodyne 2.0. Vou postar o texto na íntegra, pois o texto reflete perfeitamente o que ele sentiu, e o que você vai sentir quendo terminar de ler este post :

"Meu coração bate forte e respiro com dificuldade.

Não foi muitas vezes que isso aconteceu. E estou absurdamente feliz de ter a oportunidade de ver isso rolar na minha frente.

Invenções da tecnologia mudaram drasticamente o futuro de toda a música. Eu nunca imaginaria até poucos dias atrás que 2008 seria um ano que vai ser marcado no futuro com a ocorrência de um desses fatos muito além da expectativa de qualquer músico, produtor, artista ou fã de música.

Se nos anos 40 Les Paul viabilizou a guitarra elétrica. No final dos anos 60 Bob Moog trouxe para os mortais o sintetizador analógico. Em 1979 a Fairlight introduziu o sampler. No início dos 90 a Digidesign inventou o hard disk recording. Logo em seguida a Propellerheads com o Recycle. E em 2000 emplacaram o Reason. E um pouco depois a Ableton revolucionou com o conceito de áudio elástico, agora prepare-se. Sente. Respire. E leia este post com muita calma.

Peter Neubacker, da Celemony, vai chocar o mundo com o Melodyne 2.0. E vai mudar os rumos da produção de música PARA SEMPRE.

Se com o Live todos ganhamos o poder de manipular o tempo de qualquer áudio gravado, a partir do lançamento deste novo software poderemos manipular algo impossível e por poucos imaginado.

Vamos manipular o áudio de instrumentos polifônicos gravados.

Falei grego?

Vamos quebrar acordes.

Um exemplo bem simples. Uma guitarra gravada em do maior, pode virar do menor. Ou fa menor. Ou sol sustenido aumentado. Ou vc pode mutar algumas notas do acorde. Ou vc pode com as teclas de um teclado mudar nota por nota de uma guitarra ou qualquer instrumento gravado.

Imagine um quarteto de cordas gravado. Vc vai poder mudar todas as notas da gravação MESMO SEM TER OS CANAIS SEPARADOS. Como se fosse midi. Mas direto no áudio.

O Melodyne 2.0 literalmente deschava todos os acordes gravados e os separa nota por nota. Com isso vc pode criar melodias, mudar ritmos, mudar acordes, enfim. Tudo.

Imagine "Bohemian Rhapsody" do Queen. Na parte que é só o coro absurdo, você vai poder manipular nota por nota do que Freddie Mercury cantou no estúdio em 1975. E criar novas melodias. Ou só usar algumas vozes. Ou sei lá o quê. Vai poder manipular a harmonia e melodias do coro de Freddie Mercury gravado há mais de 30 anos atrás.

Imagine por exemplo poder manipular todas as partes que contenham só guitarra que estejam em todos os discos, cds, mp3 e áudios de sua coleção.

Imagine manipular orquestras inteiras. Será q o Melodyne consegue? Ou será que só se for um instrumento só? Mas e se eu usar isso pra manipular uma banda inteira, o que será que acontece usando o Melodyne 2 de uma maneira teoricamente errada? E se eu usar isso numa bateria?

Esse cara que vos escreve está embasbacado. Totalmente. Foi muito pra minha cabecinha nascida em 1965. O que vejo na minha frente é uma total mudança de rumos nos destinos da música, e com certeza, muitos novos gêneros que surgirão.

Mashups de hoje virarão coisas de um passado remoto como foram os maneirismos que caracterizaram os primeiros anos de popularização do sampler nos anos 80. Porque agora vc vai poder mudar todas as harmonias de todas as músicas já gravadas no mundo. Pelo menos onde vc tem só guitarra, só metais ou só coro. Mas antevejo que em poucos anos isso será possível com mixagens inteiras. Tenho certeza que em muitos poucos anos.

Meu Deus do céu. É muito. O Melodyne 2.0 tá prometido até junho.

Se vc ainda não acredita ou ainda não entendeu, veja a luz Neste Video."

Clique AQUI para acessar o site do desenvolvedor do software, e obter mais informações!

Soundsnap

16 de mar de 2008 · 1 comentários

No site "Soundsnap" Você pode descobrir,compartilhar, e baixar vários loops e efeitos sonoros de graça! Você pode fazer download das músicas em mp3, wav ou aiff, divididas em várias categorias como: animais, botões, história em quadrinhos (HQ), filmes, exteriores,interiores, Casa, humanos, natureza, industrial,loops de músicas, samples de música, ficção científica, sound art, esportes, transportes,e muito mais! Todos os sons são postados pelos próprios usuários,e você pode postar os seus também!
Muito legal ! Vale a pena conferir!

8notes.com

14 de mar de 2008 · 0 comentários

O site "8notes.com" é um site muito interessante e com muitas informações sobre música.
Lá você encontra partituras,lições para vários instrumentos,Teoria Musical,Biografias,Glossário,Dicionário de acordes,metrônomo,e muito mais!!Em inglês.

Music Theory

9 de mar de 2008 · 0 comentários

O site "Music Theory" desenvolvido por Ricci Adam's, contém muitas informações sobre teoria musical de uma forma bastante didática. O site tem também diversas ferramentas para auxiliar o músico em seus estudos, como por exemplo : Treinadores Auditivos,treinadores de acordes,de escalas,de tríades,etc...
Vale muito a pena conferir!!!
OBS : As lições de teoria tem tradução para várias línguas,incluindo o português!!!!

Solano Music

7 de mar de 2008 · 0 comentários

No site Solano Music tem algumas apostilas bem interessantes para baixar! As Apostilas estão divididas em 3 categorias : Manual de Programas , Teoria Musical e Apostilas Sobre Instrumentos Musicais.
Vale a pena dar uma conferida!

Notação Musical

5 de mar de 2008 · 0 comentários

"...Desde sempre existe um abismo entre a música dita erudita e a popular. A educação musical certamente reflete esta imagem. No Brasil, desde o período colonial e até bem pouco tempo atrás, qualquer tentativa formal de educação musical estava associada à música erudita européia. A notação, por estar inserida neste contexto, ficou com o estigma de representar este gênero musical..."

O conhecimento de notação musical é exclusivo e restrito aos músicos eruditos ? Leia o artigo completo escrito por Luciana Requião e publicado no site cafemusic, clicando aqui, e tire suas próprias conclusões.

Guido D' Arezzo e a Notação Musical

4 de mar de 2008 · 2 comentários

Guido D'Arezzo (992 — 1050) foi um monge italiano e regente do coro da Catedral de Arezzo (Toscana).
Foi o criador da pauta musical e batizou as notas musicais com os nomes que conhecemos hoje: dó, ré, mi, fá, sol, lá e si, baseando-se em um texto sagrado em latim, cantado pelas crianças do coral para que São João os protegesse da rouquidão:

* UTqueant laxis
* REsonare fibris
* MIra gestorum
* FAmuli tuorum
* SOLve polluti
* LAbi reatum
* SAncte Ioannes

Que significa:

"Para que nós, teus servos,
possamos elogiar claramente
o milagre e a força dos teus atos,
absolve nossos lábios impuros, São João"

O sistema de Guido d'Arezzo sofreu algumas pequenas transformações no decorrer do tempo: a nota Ut passou a ser chamada de dó, derivando de Dominus (Senhor, em latim) e a nota San passou a ser chamada de si (por serem as inicias em latim de São João: Sancte Ioannes), enquanto que a pauta ganhou linhas e espaços a mais, embora sua essência continue a mesma.

Leia mais sobre a notação musical e suas origens aqui!


Fonte : Wikipédia

Rosto de Bach é reconstruído com técnicas digitais

29 de fev de 2008 · 0 comentários

Técnica legista revelou rosto largo, testa grande, entradas no cabelo e lábios carnudos.
Compositor considerado mestre do barroco viveu de 1685 a 1750.
Leia mais clicando aqui.

Peles de Bateria

27 de fev de 2008 · 0 comentários

Conheça algumas características e propriedades dos diferentes tipos de pele nessa reportagem no site da Revista Batera.
Apesar da reportagem não se aprofundar muito,Albino Infantozzi e Dudu Portes dão algumas dicas bem interessantes.

Trama Virtual Entrevista Rafael Sonic

· 0 comentários

Rafael Sonic está na capa da trama virtual!!! Clique aqui para conferir a entrevista que ele deu ao Flávio Seixlack da trama por email,sobre o seu novo disco "Histórias de Quem Sai de Casa".

Artigos do Palco Principal

· 0 comentários

Vou selecionar e postar aqui os artigos mais interessantes que eu achei no site Palco Principal
Recomendo ler todos eles! Mas esses aqui você não deve deixar de ler :

* O que é o Som ? Alguns conceitos e aplicações
* Os principais efeitos do áudio
* Noções básicas de acústica para estúdios
* Como montar o seu homestudio
* Como gravar baterias
* Como gravar um baixo elétrico
* Gravar Voz - Algumas Noções
* Como funcionam os microfones

Palco Principal

26 de fev de 2008 · 0 comentários

O site português "Palco Principal" é um espaço onde músicos, bandas e projetos musicais podem se promover, e os ouvintes podem ouvir e fazer download de novas músicas - normalmente fora dos habituais circuitos mainstream, dando especial atenção aos conteúdos específicos para quem cria, produz e grava música.
O "Palco Principal" além de ser um ótimo espaço para promover e divulgar bandas,também é uma grande fonte para descobrir músicas,artistas e bandas novas!
Grandes nomes da música instrumental brasileira como Michel Leme,fazem parte do grande acervo de músicas e artistas do palco principal.
Além do mais, o site conta com ótimos canais de notícias,eventos e artigos sobre os mais variados assuntos!Nos próximos posts vou selecionar os melhores artigos do site,e postar aqui!
Vale muito a pena conferir!

Feed RSS Baterioteca

24 de fev de 2008 · 0 comentários

Agora o Baterioteca tem um Feed RSS decente!
Não sabe o que é um Feed RSS? Então clique aqui para saber!
Você é daqueles que ficam navegando por 300 blogs e sites ao mesmo tempo,e não consegue dar conta de tanta informação ? Gostaria de saber também quais dos seus sites ou blogs preferidos tem postagens novas sem ter que ficar visitando todos eles? Então você vai gostar dele com certeza! Antes de mais nada,Você vai precisar de um leitor de Feeds para poder assinar o Feed do Baterioteca.
Exitem vários leitores de Feeds pela internet. As novas versões de navegadores como Firefox e Opera,por exemplo,já vem com esse recurso integrado. O "Google Reader" também é uma ótima opção.Para acessá-lo é só ir até o site do "Google Reader" , e entrar com a sua conta google.Eu uso e recomendo o "Feed Reader", pois além de ser um programa de código aberto,grátis,e ter uma interface simples e eficiente,tem também versão em português.
Depois de instalar o leitor,é só copiar o link do Feed do Baterioteca no programa,que ele lhe enviará uma mensagem (ou um sinal) sempre que tiver uma nova postagem no endereço assinado.
Para Assinar o Feed do Baterioteca é só copiar e colar no leitor o link ( http://feeds.feedburner.com/Baterioteca ), e pronto!
Ou então, clicar no ícone do Feed que está no blog.

Rafael Sonic - Histórias de Quem Sai de Casa

12 de fev de 2008 · 2 comentários

No dia 8 de Fevereiro de 2008 meu grande amigo,gênio da composição,companheiro de feijoada,churrasco e afins Rafael Sonic,lançou oficialmente,além de disponibilizá-lo para download no site da trama virtual,seu segundo disco solo gravado no seu estúdio em Guaíba/RS.
O disco novo se chama "Histórias de quem sai de casa" e é uma mistura de composições novas com composições antigas.Como o próprio sonic diz,esse disco retrata uma boa conversa com ele mesmo no passado,o que demonstra a sua grande evolução e maturidade como compositor.
Como no outro disco (Coisas do além e depois),Sonic também gravou todas as vozes e instrumentos musicais nesse disco (coisa para poucos!).
Sonic é pra mim,sem rasgação de seda,um dos maiores e melhores compositores que surgiram nos últimos tempos.
Assisti ao processo de composição de algumas músicas desse disco e,como sempre,me impressiono com a naturalidade em que o sonic as compõe.Tudo pode virar música!Um nascer do sol,o vento,as pessoas,uma conversa,as nuvens,até a poeira das estrelas vira música.Sempre me identifiquei muito com suas músicas,pois além de nos conhecer e viver na mesma cidade, convivo com ele há um bom tempo já. Suas músicas retratam perfeitamente nossa cidade,nossas idéias,nossos sonhos,nossos costumes,nossos pais,nossos amigos,nossa geração.
Além de tudo,suas letras sempre me atingiram em cheio,tanto,que as vezes me confundo e começo a achar que algumas daquelas letras foram escritas diretamente para mim (se é que não foram mesmo!).Alías,o sonic me confessou certa vez,que a maioria das suas músicas foram escritas para pessoas que ele conhece,conheceu e ainda não conhece,e que essas pessoas nem desconfiam disso.Mais um motivo pra você escutar com atenção as suas músicas!
Enfim....tanto esse disco como o outro é ALTAMENTE RECOMENDÀVEL,e espero que todos o escutem com a devida atenção.
Vou disponibilizar aqui também o link para download,mas se você preferir poderá baixar direto do site da trama virtual,onde o download é remunerado,e assim estará contribuindo e mostrando o reconhecimento que o sonic certamente merece.


* Rafael Sonic - Histórias de quem sai de casa (2008)

* Trama Virtual

* Rafael Sonic - Coisas do Além,e depois (2007)

Um Grande Abraço á Todos!!!!

Métodos de Bateria

3 de fev de 2008 · 16 comentários

Achei um blog bem legal com alguns métodos,video aulas e play alongs sobre bateria.
O nome do blog é Métodos de Bateria, e vale a pena dar uma conferida!!!

Linked Musicians

21 de jan de 2008 · 0 comentários


O Linked Musicians é o primeiro website de relacionanto, voltado para músicos, bandas e orquestras, profissionais e amadores, e empresas dá indústria da música verdadeiramente internacional.Verdadeiramente internacional, local e multilingue!!!!

Music Jobs Brasil

· 0 comentários

O Music Jobs Brasil é o primeiro site de emprego para músicos, profissionais, empregadores, agências de emprego/RH e qualquer empresa trabalhando na indústria da música no Brasil.

Fluxos Musicais

20 de jan de 2008 · 0 comentários

"Este site (Fluxos Musicais) deseja ser uma ponte entre pesquisadores e público para construir um debate que urge no mundo e no Brasil: quais são os reflexos culturais dessa interação entre povos estabelecidos e em locomoção? Antropólogos, etnomusicólogos, historiadores, jornalistas, sociólogos e músicos das cinco regiões brasileiras e de países latino-americanos vão colaborar com textos e entrevistas para fomentar o debate inicial sobre estas e outras questões. O que é o popular e o que é o tradicional? Até que ponto as culturas são assimiladas de fato, e não apenas difundidas entre a população migrante?"

Obs: Este site foi uma dica do meu grande amigo e mestre Victor Hugo!!

Don't Crack

5 de jan de 2008 · 0 comentários

O Don't Crack é um site que reune muitas ferramentas de audio, tanto pagas quanto gratuitas,e é mantido por desenvolvedores e empresas que fazem softwares e plugins pra audio. Tem muita coisa legal como por exemplo : Editores de Audio,Baterias,CD Burners,CD Players,Plug-ins VST,Instrumentos Virtuais,e muito mais!!!! Tudo isso pra MAC ou pra PC !!! Muito bom mesmo!!!!!

Obs : Achei essa dica no Podcast "Som Tech" da Info!!!

Disco do Mês

Disco do Mês
Mutantes - Tudo Foi Feito Pelo Sol (1974)

Siga o Baterioteca!

Quem sou eu

Eu sou apenas um baterista tosco e amador que aterroriza os vizinhos o dia inteiro.
Nas horas vagas escrevo aqui nesse blog tosco, e toco bateria na banda de apoio do compositor Rafael Sonic.

Ver Perfil Completo

Caixa de sugestões

Arquivos

Seguidores